Av. Eng. Atílio Correia Lima nº 1.549, Cidade Jardim(62) 3235-6222 / 6223 - E-mail: comunicacao@tiradentes.org.br

Complexo de Saúde da PM realiza semana de combate ao fumo

Publicação 377 de 460

Profissionais de saúde do HPM orientam população em shopping da Capital
sobre os perigos do cigarro e realizam exame de prevenção

Imagem_01

O Complexo de Saúde da Polícia Militar do Estado de Goiás resolveu inovar este ano no dia  Nacional de Combate ao Fumo, celebrado no dia 29 de agosto. Uma série de eventos marcará a semana, começando ontem (25), com um espaço montado no Flamboyant Shopping Center, onde os visitantes receberão orientações e poderão realizar exames preventivos.

Para o responsável pelo complexo de saúde da PM, coronel Naldimar Lourenço Barbosa,  esta iniciativa de deixar os quartéis e ir de encontro a população, cumpre uma função social da Polícia Militar, além de não esquecer que estes policiais militares fazem parte da nossa sociedade.

collage

As pessoas a serem atingidas são os fumantes ativos. Uma equipe de profissionais da saúde está no local para orientar sobre os malefícios e com o fumante pode deixar o cigarro. Além disso, serão realizados exames preventivos para detectar o câncer bucal, comum nos fumantes, uma nutricionista fará uma avaliação nutricional e a novidade é o exame de espirometria.

Este exame é capaz de avaliar, em poucos minutos, a quantidade de monóxido de carbono existente no sangue do fumante. A fumaça do cigarro é uma mistura de aproximadamente 4.700 substâncias tóxicas diferentes; que constitui-se de duas fases fundamentais: a fase particulada e a fase gasosa. A fase gasosa é composta, entre outros por monóxido de carbono, amônia, cetonas, formaldeído, acetaldeído, acroleína. A fase particulada contém nicotina e alcatrão.

Imagem_04

O monóxido de carbono (CO) tem afinidade com a hemoglobina (Hb) presente nos glóbulos vermelhos do sangue, que transportam oxigênio para todos os órgãos do corpo. A ligação do CO com a hemoglobina forma o composto chamado carboxihemoglobina, que dificulta a oxigenação do sangue, privando alguns órgãos do oxigênio e causando doenças como a aterosclerose.

O pneumologista e capitão do Bombeiro Militar, José  Laerte  Rodrigues, ressalta que 15% da população brasileira fuma e quer parar de fumar. “ Aproximadamente, 15% da população brasileira fuma e 50% dos fumantes querem parar de fumar , mas não conseguem. Nosso papel hoje é orientar esses fumantes qual a melhor maneira de deixar o cigarro e mostrar a esses fumantes como está a sua saúde”, ressaltou o pneumologista.

O evento será realizado também na quarta-feira, 27, das 08h às 12h, no CBMGO e o encerramento será na sexta-feira, 29, no Complexo de Saúde, das 08h às 12h. A Semana de Combate ao Fumo contará com o auxílio de profissionais de saúde da PMGO, o Corpo de Bombeiros Militar de Goiás (CBMGO) e a Superintendência de Vigilância em Saúde (Suvisa).

Doença

A nicotina é considerada pela Organização Mundial da Saúde/OMS uma droga psicoativa que causa dependência. A nicotina age no sistema nervoso central como a cocaína, com uma diferença: chega em torno de 9 segundos ao cérebro. Por isso, o tabagismo é classificado como doença estando inserido no Código Internacional de Doenças (CID-10) no grupo de transtornos mentais e de comportamento devido ao uso de substância psicoativa. Além disso, a nicotina aumenta a liberação de catecolaminas, causando vasoconstricção, acelerando a freqüência cardíaca, causando hipertensão arterial e provocando uma maior adesividade plaquetária. A nicotina juntamente com o monóxido de carbono, provoca diversas doenças cardiovasculares. Além disso, estimula no aparelho gastrointestinal a produção de ácido clorídrico, o que pode causar úlcera gástrica. Também desencadeia a liberação de substâncias quimiotáxicas no pulmão, que estimulará um processo que irá destruir a elastina, provocando o enfisema pulmonar.

Texto retirado do Portal PMGO
Jornalista: Sd Gabriella Martins
Fotos: Luiz
Fonte: Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva 

Tags: , , , , , , , , ,