Av. Eng. Atílio Correia Lima nº 1.549, Cidade Jardim(62) 3235-6222 / 6223 - E-mail: comunicacao@tiradentes.org.br

PAISPM celebra seus 19 anos com entrega de certificados

Publicação 302 de 457

HPMNa manhã desta terça-feira, 28, o Auditório Leonardo Rodrigues do Instituto de Criminalística (IML), recebeu a solenidade de entrega dos certificados aos policiais militares participantes do Programa de Atenção Integral à Saúde do Policial Militar (PAISPM). A cerimônia reuniu cerca de 80 pessoas entre policiais militares, suas famílias, autoridades militares e civis.

Na ocasião, 15 policiais militares ativos e da reserva, receberam o Certificado PAISPM: uma forma simbólica de homenagear o alcance ao êxito no tratamento do uso indevido de Substâncias Psicoativas, foco do programa. Os certificados foram entregues por autoridades como o Subcomandante Geral da Polícia Militar de Goiás (PMGO), Coronel Juraí Alves de Sousa; o Comandante de Saúde da PMGO, Coronel Naldimar Lorenço Barbosa e pelo Presidente da Fundação Tiradentes, Tenente-coronel Cleber Aparecido Santos. Eles compuseram a mesa com outras autoridades e convidados especiais.

2647c7a6d77909ded37ca0e786de9519Entre os homenageados estava o 2º Sargento da Reserva, Francisco Claudeir Mesquita de Melo. Em agosto ele completará 19 anos de participação: “Quando conheci o PAISPM, eu estava correndo o risco de ser expulso da PMGO, por causa da bebida alcoólica. E graças ao programa e à minha força de vontade, estou há 18 anos sem beber e sou outra pessoa. Quero falar para meus colegas para não desistirem e participarem deste grande projeto que contribuiu para o meu tratamento”, declarou, agradecendo também à esposa pelo apoio.

A oportunidade também destacou a comemoração dos 19 anos do PAISPM. Fundado em 1996 e coordenado pela Major Vânia Maria Rodrigues Alencar, o programa tem o apoio da Fundação Tiradentes e da Polícia Militar de Goiás. Sua importância foi reconhecida Subcomadante Geral da PMGO, Coronel Juraí Alves de Sousa: “É com grande prazer que a PMGO, através da Major Vânia e sua equipe, viram que os problemas com substâncias psicoativas deveriam ser tratadas como doença. Hoje, todos que estão recebendo este certificado, são vitoriosos e capazes. Muitos são os policiais militares ativos e inativos que são atingidos por essa doença e o PAISPM ajuda eles a lutarem pelas suas vidas. A todos vocês, meus parabéns!”, cumprimentou.

O comandante de Saúde da PMGO, Coronel Naldimar Lorenço Barbosa, também reconheceu o trabalho realizado pelo Serviço Social do Complexo de Saúde: “Eu sei o quanto vocês batalharam, sofreram e lutaram para chegar aqui hoje. Mas, acima de tudo isso, vocês insistiram e não desistiram da nossa corporação. Obrigado, Serviço Social!” agradeceu.

PAISPM

O PAISPM é realizado por equipe multiprofissional de saúde composta por médicos, enfermeiros, nutricionistas, dentistas, psicólogos e assistentes sociais,, que desenvolve ações voltadas à prevenção e tratamento do uso indevido de substâncias psicoativas. É oferecido aos policiais militares ativos, inativos e familiares para prevenção e tratamento da dependência química.

Mais de 25 beneficiários da Fundação Tiradentes se encontram semanalmente para as reuniões do Trabalho Social em Grupo, que são realizadas no auditório do Hospital do Policial Militar (HPM) todas as terças-feiras, às 8h.

Segundo a coordenadora do programa, o PAISPM se consolidou como política de saúde da PMGO. “Hoje nosso Serviço Social é referência para os policiais militares não só de Goiás. Nosso trabalho já serviu de exemplo para os comandos de Tocantins e Minas Gerais.”, ressalta.

Major Vânia destaca que, ao longo desses 19 anos houve muitas dificuldades, mas que devido ao trabalho em rede com a equipe multiprofissional e as parcerias entre família, Fundação Tiradentes e PMGO, o trabalho se manteve e já causou muitos impactos positivos na vida e na saúde da corporação. “É um trabalho muito importante pois o PM volta para o trabalho com a sociedade com sua cabeça e seu corpo saudáveis. Agradeço a Deus e também a Fundação Tiradentes por estarmos completando quase duas décadas. Ver o sorriso do policial militar recebendo o certificado, renova a equipe para seguir em frente. Isso torna o nosso trabalho gratificante.”, afirma.

Confira: