Av. Eng. Atílio Correia Lima nº 1.549, Cidade Jardim(62) 3235-6222 / 6223 - E-mail: comunicacao@tiradentes.org.br

Atendimento da PMGO e da Fundação Tiradentes é levado ao 4º CRPM

Publicação 11 de 459

 

Um grupo formado por cerca de 45 policiais militares e colaboradores da Fundação Tiradentes esteve presente na cidade de Goiás, área do 4º Comando Regional. Na ocasião realizou-se o evento “Serviços Assistenciais Itinerantes” com o objetivo levar a prestação de serviços ao interior do Estado. O evento aconteceu entre nos dias 22, 23 e 24 de janeiro, porém uma equipe se antecipou e já realizou atendimento nos dias 15 a 18. Além de recebimento do fardamento e atendimento social, os policiais também puderam ser submetidos aos exames e TAF pelo Centro de Saúde Integral do Policial Militar (CSIPM).

O evento é iniciado com uma solenidade militar na qual são realizadas palestras com o intuito de informar aos participantes sobre os serviços disponibilizados durante o evento, bem como serviços disponibilizados permanentemente pelo Centro de Assistência Social (Caso) e Fundação Tiradentes, em atendimento presencial ou a distância.

Em Goiás, além de Coronéis da Reserva, como Coronel RR Marciano Brasílio de Queiroz, estiveram presentes o Coronel Ruberliro Rodrigues de Souza, Comandante Regional; Coronel Paulo Inácio da Silva, Comandante de Saúde; Coronel QOPSM Waldemar Naves do Amaral, Chefe do Serviço Médico; Tenente-Coronel Cleber Aparecido Santos, Diretor Presidente da Fundação Tiradentes e Chefe do Centro de Assistência Social (Caso), Tenente-Coronel Cleomar de Carvalho Santana, Chefe do Centro de Saúde Integral do Policial Militar (CSIPM); Coronel RR Milson José Campos Salgado e Coronel RR José Rivaldo Alves Marinho, Gerentes da Fundação, dentre autoridades políticas e militares.

O Coronel QOSPM Waldemar afirmou que hoje o Complexo de Saúde da Polícia Militar exerce uma ação plena para o policial e para os seus familiares, sendo verdadeiramente complexo em sua formação, estrutura, e na sua atividade. Para mantê-lo, segundo suas palavras, é necessário contar com uma iniciativa privada. Por isso a Fundação Tiradentes com modelo de gestão qualificado e reafirmado pelo Ministério Público.

O Comandante Regional, figura de grande significância para o evento, tem atingido a expectativa dos organizadores nas edições. Coronel Ruberliro, cumprimentou de forma muito respeitosa todas as autoridades, e sua tropa: “Quero, para ser justo, cumprimentar as pessoas que nos prestigiam aqui. Vocês que estão aí sentados neste auditório são a razão de nós estarmos aqui. Não existe comandante sem tropa”.

Valorizou ainda a presença de autoridades políticas, militares, e o Tenente-Coronel PM José Roberto Porfírio, representando os comandantes de unidades. O Comandante então agradeceu aos seus comandantes “por terem se empenhado e controlado as escalas, escalas apertadas, fazendo com que o policial militar aqui hoje comparecesse.

Iniciando as palestras, a Capitão Dyrlene Seixas e Tenente Celma Aparecida Paiva, do Centro de Assistência Social (Caso), destacaram o princípio e missão de receber a demanda de vulnerabilidade ligada aos policiais e dar encaminhamento, trabalhando em conjunto com a Fundação Tiradentes para a melhor solução. De acordo com as representantes, tudo isso só é possível por meio do Fundo de Assistência Social (Fas), que permite o amparo ao policial militar no momento de maior vulnerabilidade.

O Fas é um recurso para complementar a assistência do plano de saúde, recolhido todo mês do policial militar. Por exemplo, em caso de tratamento ambulatorial, 30% é para o PM, e deste o fundo complementa 50%, dentre outros amparos, que podem ser  esclarecidos detalhadamente por uma Assistente Social do Caso ou da Fundação.

O Centro de Saúde Integral do Policial Militar (CSIPM) foi tema conduzido pelo chefe do serviço, Ten Cel Carvalho que destacou seu desempenho preventivo para que o policial militar possa desenvolver suas atividades. Importante dizer que para facilitar com a estadia de quem se deslocou até Goiás, foi alterado o modelo, para que tudo fosse feito no mesmo dia (inclusive o TAF). “Nós trouxemos as pessoas aqui, para facilitar a vida de todos. Foi um esforço muito grande com o apoio da Fundação para a equipe estar toda presente no evento”, finalizou.

Conforme o Diretor Presidente da Fundação, Ten Cel Cleber, são de duas ordens básicas as forças impulsionadoras que fizeram nascer da cúpula esta iniciativa: em 2016 foi feita uma pesquisa onde ficou evidenciado que uma das grandes necessidades do PM do ponto de vista assistencial era a falta de atendimento no interior do estado.

Mesmo tendo reconhecido o privilégio de ter um atendimento à saúde exclusivo, um serviço assistencial exponencial, bem como as entregas periódicas de fardamento, o militar lotado no interior que perfaz o maior quantitativo de efetivo, sempre se achou esquecido no momento de receber os benefícios. Em outro lado com o advento do CSIPM, e os resultados alcançados por esta iniciativa, tem ficado cada vez mais evidenciado a importância para saúde, para os resultados alcançados pela Polícia Militar do nosso estado. Seja pela maior disponibilidade para o serviço ativo, seja pela melhoria da qualidade do serviço prestado por um militar cuja situação de saúde esteja adequada. “Reconhecemos que muito ainda precisa ser aprimorado, e a próxima edição que retoma a esta cidade daqui há 1 ano certamente será melhor que esta, e com muitas outras novidades”.

Colaborando com a Fundação, o gerente Cel Campos, disse que a preocupação sempre foi atender com excelência, buscar atender o policial militar goiano como ele realmente merece. Por isso, “estamos buscando levar o atendimento ao PM, ao invés de esperar que ele fosse a esse atendimento. Essa logística que foi levantada recentemente, este é o segundo encontro, de não aguardar que os beneficiários procurem a Fundação em Goiânia”, disse o valoroso Cel Campos. Ainda segundo ele, todos tem conhecimento para buscar junto as páginas da PMGO e da Fundação os direitos que lhe são assegurados e a preocupação do grupo é levar a todos os conhecimentos suficientes.

Continue acompanhando. A próxima edição acontece na segunda quinzena de fevereiro.

Tags: